A arte da guerra para músicos

Volta e meia,  alguém lembra do livro “Arte da Guerra” e o adapta para uma situação diferente, e sempre achei isso uma balela.

Mas preciso confessar a vocês que após uma longa e árdua jornada eu descobri que, se realmente existe uma versão do “Arte da Guerra” para músicos, foi o pessoal da Red Bill, Escola de Música, que esteve por trás disso.

Após quase duas décadas sem tocar violão, e incentivada por alguns amigos do trabalho que tocavam guitarra, decidi que voltaria a tocar. Bom, na verdade, eu queria voltar a tocar mas sempre dava uma desculpa afinal escutaria muita baboseira dos outros por querer aprender um instrumento por ser mulher e ter, na época, meus trinta e poucos anos.

Num sábado de manhã, fui dar uma volta com minha boxer, e acabei dando de cara com uma Escola de Música aqui do bairro chamada RedBill.

bill
O músico Danilo Martins (Bill) da RedBill.

Entrei, conversei com o pessoal da recepção, e em segundos já estava cara a cara com um dos professores de violão e guitarra. Curti pacas o clima do local, e já estava saindo quando o rapaz da secretaria em perguntou:

– E aí, quando você começa?

– Agora – respondi puxando a carteira para pagar a matrícula.

Apesar da paura inicial, afinal todo mundo diz que se você não aprendeu idiomas ou música quando pequeno é melhor esquecer, decidi enfrentar o desafio de aprender a tocar guitarra quase quarentona.

Acho que o que mais me desmotivara no passado fora o fato dos professores com os quais tive aula (na infância e na adolescência) insistirem em ensinar apenas músicas que eles curtiam. Eu, que curto pop, rock e hard rock, tinha que estudar dedilhado de músicas estilo bossa nova e mpb.

Um verdadeiro martírio!

Mas, de boa?

Fazer aulas na RedBill, foi a melhor coisa que eu fiz!  E quando digo isso, não me refiro só ao fato de decidir ter aulas de música, mas de ter escolhido uma excelente escola pra fazê-lo – tanto em termos de estrutura quanto de pessoal gabaritado.

Pouco a pouco, com o passar do tempo, fui me interando da “Escola”. Além das aulas serem individuais, ou seja, o professor só ministrava aula pra um aluno por vez, todos os professores tinham formação superior em Música, e a metodologia era customizada para cada aluno, de forma a mantê-lo motivado e evoluindo constantemente.  No  meu caso, como tive trauma com o estudo de partitura quando menina, minhas aulas são trabalhadas apenas em cima de cifras e tablaturas.

Além disso, havia diversos instrumentos disponíveis para os alunos tocarem e experimentarem sonoridades diferentes. Um paraíso pra quem esta (re)começando a tocar e não sabe ao certo que instrumento comprar. No meu caso, eu tinha uma guitarra Strato com configuração SSS, e após uns dois meses de aula, já sabia que Strato não era mais pra mim. O tipo de musica que eu curtia, e a sonoridade que eu buscava em uma guitarra, eu só conseguiria com dois humbuckers… Pois é, foi nessa época que comprei a minha primeira SG.

palheta_redParece piada mas não é! Rs. Quando comecei a ter aulas de guitarra, tive até que (re)aprender como segurar uma palheta.

Como eu tinha tido apenas aulas de violão com finger style (dedilhado) no passado, eu achava que sabia segurar a palheta. Rs. Foram muitas e muitas palhetas que voaram da minha mão durante as aulas… Rs.

Apesar do tom engraçado, pra mim como adulta, era extremamente constrangedor tentar tocar as cordas da guitarra, e um segundo depois ver sua palheta voar pela sala por que você não estava segurando-a direito. Mas aí é que está a diferença entre meninos e homens. Em nenhum momento ninguém nunca fez piada com isso. Muito pelo contrário, diziam que era natural, e me encorajavam a tentar novamente. E de palheta voadora em palheta voadara, eu persisti! Rs.

Não se preocupem, rs, eu já consigo segurar a palheta! Afinal, já se vão 8 anos desde que começei a fazer aulas na RedBill, e tenho que confessar que parece que foi ontem.

A cada aula sempre aprendo algo novo, seja novo em termos musicais, de equipamento (guitarra, amp, pedais, etc), de timbre, enfim de tudo que rodeia o universo dos músicos.

Valeu, Bill!


Ei, pra quem ficou curioso onde eu faço aula, e reside na região de São José dos Campos, dá uma passada na RedBill pra conhecer a Escola. Anota aí o endereço:red-bill

Rua Nelson César de Oliveira, 618, Jardim das Indústrias – São José dos Campos/SP

Tel:. (12) 3939-2969 CEP:. 122240-220

http://www.redbill.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s